COLUNA | Um olá gigante para todos os amantes da música eletrônica!!!

Nada mais contrastante do que comparar o que foi vivido antes e depois do marco chamado pandemia. 

O DJ que tocava, até então, para pistas cheias, nesse ano fez lives imaginando uma pista e o público estava sendo virtual. O contato entre as pessoas que sempre foi algo comum se tornou de difícil acesso. Foram criados eventos em estacionamentos, as festas em aplicativos, a reabertura dos bares com restrições e até as clandestinas! O modo de “festar” mudou! 

Só depois da tal esperada vacina que vamos poder ter festões e festivais. Bate as saudades de poder tocar em um trio elétrico numa parada LGBTQIA+, num palco, em uma pool, num club e ver aquele mar de gente…

Os lançamentos, que vinham a milhão, e todo dia a gente podia ouvir coisas novas e de vários estilos, agora deram uma brecada. Os investimentos também foram reduzidos.

E as novas produções para a cena eletrônica, será que devem ser lançadas mesmo sem pistas para serem testadas? 

Com certeza, SIM para um remix de um hit pop estourado nos charts! Já está com meio caminho andado! Mas lançar uma track original que não vai ser trabalhada em pistas e nem nas redes é muito arriscado nesse momento! A não ser que venha com investimento, um clipe muito bem produzido e divulgado para que, quando as festas voltarem, a música já esteja na cabeça do público! 

Hoje fiz um comparativo da vida do DJ, de eventos, do mercado fonográfico, tudo antes e depois da pandemia. E, independente dos altos e baixos, essa é a vantagem do ser humano! Nós somos inteligentes, mutantes e sabemos nos reinventar! O grande susto veio nesse ano para nos mostrar que muito precisava ser mudado. Nos readaptamos e estamos conseguindo mostrar que podemos conquistar nosso espaço de uma forma diferente!

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email

Deixe uma resposta

Para Você

Posts Relacionados

NOVIDADES | Vintage Culture conquista feito inédito ao emplacar TOP 1 e TOP 2 no ranking de músicas mais vendidas do mundo pelo Beatport

Lukas Ruiz aka Vintage Culture é o primeiro brasileiro da história a conseguir uma dobradinha na maior plataforma de vendas de música eletrônica do mundo, o Beatport, com duas músicas entre as dez mais vendidas do site: o remix “Drinkee”, com John Summit e Sofi Tukker, ficou responsável

COLUNA | Diversidade e inclusão em políticas públicas

Vou dedicar a coluna de hoje para abordar duas ideias em destaque atualmente: a diversidade e a inclusão social. Vale dizer que apesar disso, não é de agora que fazem parte da atenção de profissionais dos inúmeros setores da sociedade

DESTAQUE | DJ Bruno X: Amor pela música, Stream e Hip Hop

Neste mês a Colors DJ Magazine tem como destaque o DJ Bruno X e o Hip Hop.  Bruno dos Santos Caetano, conhecido como DJ Bruno X, nasceu e foi criado na Baixada Fluminense-RJ, mais precisamente no bairro de Morro Agudo.

NOVIDADE | “STARLIGHT” SERÁ O CONCERTO DE YOLA PARA CELEBRAR O ELOGIADÍSSIMO ÁLBUM “STAND FOR MYSELF”

“STARLIGHT”, CONCERTO PARA A CELEBRAÇÃO DO LANÇAMENTO DO ÁLBUM DE YOLA, SERÁ TRANSMITIDO MUNDIALMENTE NA QUARTA-FEIRA 4-5 DE AGOSTO. INGRESSOS JÁ ESTÃO À VENDA https://www.momenthouse.com/yola “‘Stand for Myself’, um álbum feito de forma muito original” – The New York Times

LANÇAMENTO | S.ONE lança “The Wind that Speaks to Me” pela Dear Deer

EP tem remix de Binaryh e OIBAF&WALLEN  A DJ e produtora ucraniana S.ONE retorna a uma de suas gravadoras favoritas, a Dear Deer, com um belíssimo EP de duas faixas originais e mais dois remixes incríveis. “The Wind That Speaks

deixe sua opnião

Sugestão de pauta, opinião sobre nossos textos, envio de lançamentos, ...

%d blogueiros gostam disto: