COLUNA |Coletivos e sua importância

Na busca por espaço onde possam mostrar seu trabalho, artistas se unem para criar seu próprio meio de fazer acontecer. A cena de música eletrônica brasileira existe há algumas décadas e nesse espaço de tempo diversos núcleos surgiram, parcerias com o objetivo de abrir portas, porém muitos artistas carecem de uma oportunidade. Como a minha vivência na cena Techno é grande, escolhi esse estilo para desenvolver essa pauta.

O Techno está nas pistas desde meados dos anos 80 e nos últimos anos o estilo vem apresentando novas sonoridades. Algumas mais obscuras, outras que mesclam um groove nas linhas de baixo a melodias repetitivas e também vertentes que exploram melodias hipnóticas em sua composição. Esse movimento vem tomando uma proporção interessante no Brasil, vejo artistas surgindo o tempo todo!

A cidade de São Paulo lidera quando o assunto é quantidade de artistas e coletivos focados nesse estilo. Outras cidades como Campinas, Curitiba, Brasília, Rio de Janeiro e cidades catarinenses vem emergindo logo atrás da capital paulistana.

Inspirados por esse movimento, DJs e produtores vêm fundando coletivos para se inserirem nesse meio. Um coletivo abrange diferentes frentes, como organizar uma festa, aonde esses artistas tem a oportunidade de ter um contato direto com o público mostrando sua arte, administrar uma Label e é uma ferramenta ótima para explorar o trabalho de produtores musicais e mostra-lo para o mundo e também fazer a curadoria de um podcast, espaço que explora o trabalho de diversos artistas, como DJs.

Quanto mais ferramentas um coletivo explora, mais chances ele tem de se inserir e deixar sua marca no mundo da música.

Conversei com alguns amigos do meio e colhi algumas informações a respeito.

Um deles foi o Madazio do Coletivo paulistano Under Division, que me falou sobre desafios e maneiras de se conduzir o projeto.

O coletivo comentou que após um bom tempo frequentando eventos do tipo eles se jogaram no mundo da mixagem. A galera da Under Division aprecia uma linha de techno pesada, percebendo a carência de eventos voltados para esse segmento, resolveram fortalecer fundando seu próprio Núcleo.

Eles trabalham com 3 frentes principais, Festa, Gravadora e podcasts, além de ações como Live streams e entrevistas no Instagram “UD Talks” e no período pré-pandemia acontecia a UD Lab uma vez por mês no formato “bar /pista”.

 As atividades são divididas entre eles. Murilo Leão faz a curadoria dos podcasts, a administração da label fica por conta de Madazio e Pedro Pimenta com o apoio de Matheus Brizola e a engenharia de som fica nas mãos de Matheus Rocha e Alex TB, todos os integrantes atuam como DJs e produtores musicais.

Eles relatam que encaram diversos desafios para manterem o projeto na ativa, como buscar por novidades para poderem se destacar em meio ao mercado e manterem contatos com diferentes artistas internacionais e nacionais.

Perguntei a eles como foi o processo de criar uma personalidade/identidade para o coletivo, Madazio disse que a identidade sonora foi formada em cima dessa paixão pelo Techno pesado já a identidade visual foi construída em cima da mitologia nórdica.

Os núcleos se comunicam entre si abrindo portas, trocando figurinhas, todo esse movimento fomenta a cena brasileira que vem se expandindo e buscando cada vez mais um reconhecimento da cena europeia! Alguns produtores com quem conversei tem como objetivo mostrar para artistas europeus que aqui no Brasil, temos bastante conteúdo interessante a oferecer, assim eles podem trazê-los para tocar aqui e serem levados para mostrar seu trabalho lá no velho continente.

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe uma resposta

Para Você

Posts Relacionados

REVELAÇÃO | Nicole Lukiys: “Eu me encontrei ali atrás dos decks.”

Conheça Nicole Lukiys, apaixonada pela técnica da mixagem, constrói sets marcados pela dinâmica e harmonia. Ela é a revelação do techno desta edição de maio. Misturando vertentes como hard techno, peak time, techno rave, industrial, e influências do breakbeat e

LANÇAMENTO | “Classix Remix vol. 2”, por Roberto de Carvalho

Depois da incomensurável surpresa que foi o lançamento do primeiro volume do “Rita Lee e Roberto – Classix Remix”, às vésperas do lançamento do segundo volume, fico até inibido de escrever algo que esteja à altura deste projeto maravilhoso que

LANÇAMENTO | MARTIN GARRIX TEM AS COLABORAÇÕES DE BONO VOX E THE EDGE NO LANÇAMENTO DA FAIXA “WE ARE THE PEOPLE”

Hoje, os membros do U2, Bono Vox e The Edge, colaboram com o DJ holandês Martin Garrix na faixa “We Are the People”, single oficial do torneio de futebol UEFA Euro 2020. O U2 também acaba de disponibilizar no Spotify

LANÇAMENTO | A ESPETACULAR COLABORAÇÃO DE SIR ELTON JOHN E O YEARS & YEARS, NA RELEITURA DO CLÁSSICO “IT´S A SIN”, JÁ ESTÁ EM TODAS AS PLATAFORMAS DIGITAIS

Elton John e Years & Years se reuniram para uma performance verdadeiramente espetacular do clássico “It´s a Sin”, dos Pet Shop Boys, na cerimônia de premiação do BRIT Awards, realizada no último dia 11.  Assista aqui: A canção agora está

LANÇAMENTO | Le Dib segue com nova sonoridade de 2021 em “Gone” pela Sony

Em nova produção pela Sony, desta vez com uma pegada de Indie Rock, mas perfeita para as pistas de música eletrônica, Le Dib lança “Gone” surpreendendo novamente com sua maestria e versatilidade, e mantendo a nova sonoridade apresentada para 2021.

%d blogueiros gostam disto: