Filipe Guerra

Alguns artistas possuem uma influência duradoura e conseguem formatar a dinâmica da forma que é produzida a música. O Dj e produtor Filipe Guerra, além de seus sucessos pessoais, caracterizou em seu estilo de produções, um formato comercial que une o mundo da música eletrônica e o mainstream. *Sobre Filipe Guerra* – Estreou como DJ e produtor na noite de Recife, sua cidade natal, aos 15 anos de idade. Em 2008, seu primeiro single, “Can’t Stop Loving You”, que lançava a cantora Lorena Simpson nos vocais, logo alcançou a primeira colocação no site de vendas Masterbeat e música mais tocada do ano entre os djs de Tribal House. Além de ter sido #1 por mais de 20 semanas na Rádio Mexicana Beat 100.9 Fm. Depois disso, Filipe não parou mais. Foram mais singles de sucesso lançados e parcerias acumuladas com vários cantores, produtores e DJs do mundo. Ele foi o primeiro DJ brasileiro a ter um canal de vídeos na maior plataforma de videoclipes do mundo, o Vevo. E o primeiro DJ a possuir distribuição internacional pela Universal Music Brasil. Seus singles “Follow You”, “Kids in The Dark” e “Nothing Like Us” alcançaram o top 3 das mais baixadas do iTunes Store Eletrônico durante o lançamento e continuaram entre as 20 mais baixadas durante meses. A parceria com artistas nacionais rendeu convite para gravação com a cantora internacional Nalaya, de Ibiza (Espanha). E desse trabalho, a música entrou em uma das compilações anuais mais respeitadas do segmento, a “Circuit Festival”. Sendo remixada por Albert Neve, DJ e produtor que trabalhou em “Play Hard” do David Guetta. Outro trabalho com a cantora, foi o single “Leave Me Alone”, destaque na programação das rádios Energia 97FM e Transamérica. Com o single “After All”, interpretado pela cantora Jullie, virou trilha sonora da novela Malhação, da Rede Globo, e ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter em todo o Brasil na ocasião do anúncio do lançamento. “Brand New Day”, um dos seus maiores sucessos, esteve na trilha sonora da novela A Lei do Amor, da Rede Globo, e já ultrapassou mais de quatro milhões de visualizações no Youtube. Fez parte de uma das mais importantes coletâneas de Música Eletrônica do Brasil: “Summer Eletro Hits”. Eleito duas vezes seguidas em 2011 e 2012 como “Melhor DJ Mixing Club”, em 2013 recebeu o prêmio de “Produtor Revelação” da Revista DJ Sound Mag. Remixou artistas nacionais como Preta Gil, Sam Alves, AnaVitória, Latino e Jorge e Mateus, Ivete Sangalo, Pabllo Vittar. Além de suas músicas lançadas, o dj já se apresentou em mais de 150 cidades brasileiras, e levou sua música para diversos países como México, Chile, Colômbia, Estados Unidos, Paris. Em 2017, esteve entre os artistas e produtores eletrônicos do Brasil com maior número de streaming no Spotify. É Residente mensal exclusivo da The Week, um dos maiores clubs do Brasil e do mundo. Em 2019 lançou “Turn It On”, que se manteve entre as mais tocadas por 35 semanas no Top 10 do Guia Gay Brasil. Depois de uma década aprimorando seus talentos, é seguro dizer que, nesta fase de sua carreira, Filipe Guerra sabe exatamente em que direção seguir. Com um novo projeto musical em andamento, ele logo mostrará ao mundo seu próximo passo.

Minhas redes

Compartilhe:
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email

Deixe uma resposta

Para Você

Posts Relacionados

MATÉRIA | SÉRIE: “A arte do absurdo” #01

No atual cenário, a performance artística já se tornou uma experiência sensorial tão necessária quanto o DJ ou o ambiente. Com uma série de matérias, iremos explorar as lutas diárias desses artistas independentes, abordando a arte (seja performance, dança, teatro

NOVIDADE| Vila SAN será inaugurada no próximo dia 21

Espaço na Pirâmide do Rio Vermelho será nova opção de entretenimento Previous Next Com a inovação como uma das ferramentas do sucesso dos seus projetos, os empresários José Augusto Vasconcelos e André Gagliano deram uma repaginada na pirâmide do Rio

COLUNA | AUDIOVISUAL, ARTE PSICODÉLICA E LIVE STREAMING:

Como as raves tem sobrevivido ao distanciamento social Trabalho em digital art feito por Felipe Underraga, aka Gesh, para o Festival Ojos del Cielo, evento virtual de live streaming em homenagem a Munsmawa Chiumampi. As raves sempre foram relacionadas a

COLUNA | IDENTIDADE DE GÊNERO COMO DIREITO FUNDAMENTAL

A dignidade é um atributo humano, intrínseco e distintivo, previsto na Constituição Federal de 1988[1], tendo como seu princípio absoluto a obrigação estatal em garanti-la, por ser o Brasil um Estado Democrático. Trata-se de um complexo de direitos e deveres

COLUNA |A SEXUALIDADE POSTA EM CHEQUE

Todos sabemos que as pessoas têm conhecimento sobre temas como a sexualidade cada vez mais, fato que podemos perceber pela quantidade de pessoas que se questionam diariamente sobre o que lhes atrai. O que poucos se questionam é sobre a

%d blogueiros gostam disto: