Universal Music BR

LANÇAMENTO | UNIVERSAL MUSIC LANÇA SÉRIE AUDIOVISUAL EM HOMENAGEM À SEMANA DO ORGULHO LGBTQIA+

O último vídeo da série já está disponível nas redes sociais da companhia

Para comemorar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, celebrado no dia 28 de junho, a Universal Music Brasil deu início a um projeto audiovisual feito especialmente para enaltecer e relembrar a importância deste evento. Intitulada Orgulho LGBTQIA+ através da música, a série, que foi divulgada em todas as redes sociais da companhia, teve como objetivo unir fatos históricos e culturais como forma de resgatar memórias, artistas e músicas que abriram caminho para muitas outras histórias que ainda viriam pela frente.

Não poderíamos passar essa data em branco. No cast da Universal Music, temos uma pluralidade gigantesca de artistas que representam brilhantemente a comunidade LGBTQIA+ e essa é uma pauta que acompanha nossa companhia durante todo ano, não somente na data de hoje“, diz Paulo Lima, presidente da Universal Music Brasil.

Nesta série inédita, composta por cinco vídeos que passeiam pelo tempo e pelo catálogo da Universal Music até os dias atuais. Narrados por artistas da companhia que fazem parte da comunidade LGBTQIA+, os vídeos tiveram estéticas diferentes, para cada um dos homenageados.

Dando início ao projeto, Zélia Duncan foi a primeira convidada a emprestar sua voz para contar a história da cantora de blues Ma Rainey. Considerada uma mulher muito à frente do seu tempo, a norte-americana foi uma das primeiras pessoas a levantar a bandeira LGBTQIA+. Ao longo de décadas, ela se tornou um grande ícone para a comunidade e, através de suas músicas, abriu caminho para outros artistas que surgiram mais à frente.

A cantora Mahmundi, dona do hit “Sem medo”, foi a responsável por contar a história das cantoras Lesley Gore e Dusty Springfield, apresentadas no segundo episódio da série, que foi ao ar nesta terça-feira (29). 

Depois, foi a vez do cantor Brunelli se aprofundar na importância dos anos 70 para a comunidade e contando as histórias de Donna Summer, Sylvester e Diana Ross.

Após os anos 70, a série desembarcou na década de 80, nas vozes de Raquel Virgínia e Assucena Assucena, integrantes do trio As Baías. Foi neste período que surgiu o hino da comunidade gay “I Will Survive”, de Gloria Gaynor, e foi também nesta década que foi criada a Parada do Orgulho LGBTQIA+ de São Paulo.

Para finalizar a série em grande estilo, a cantora Carolina Coutinho aborda temas pertinentes da década de 90, além de traçar um importante paralelo com os dias atuais. O último vídeo da série “Orgulho LGBTQIA+ através da música” está disponível nas redes sociais da Universal Music Brasil. Confira agora!

COMPARTILHE :

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

deixe sua opnião

Sugestão de pauta, opinião sobre nossos textos, envio de lançamentos, ...

%d blogueiros gostam disto: