ENTREVISTA | Conheça as várias faces de Thiago Costa

Homem com jaqueta preta Descrição gerada automaticamente

DJ, Produtor, professor de produção musical e muitos mais talentos escondidos, Thiago Costa iniciou sua carreira há 12 anos e, como muito de nós, foi pego de surpresa pela pandemia.

Mas como disse tio Ben, em O Homem Aranha “Com grandes poderes, vêm grandes responsabilidades”, surgindo assim, “O café com DJ”, mostrando sua nova face como entrevistador.
Sua primeira publicação no Instagram e YouTube saiu no começo da quarentena (30/03).

“Cada entrevista é um novo desafio e uma nova pesquisa e isso é motivante.” Thiago Costa.


Confira a entrevista que fizemos com ele falando sobre como surgiu a ideia deste novo projeto do DJ:


Thiago em que momento você se deparou com a necessidade de fazer essas lives no Instagram?


Eu já tinha feito um piloto de entrevista há mais ou menos 1 ano, mas não coloquei em prática porque era algo feito dentro dos Clubs e Festas.
Daí, com o início da pandemia, tudo fluiu mais natural para eu iniciar com esse formato que tem o Café com DJ hoje.

Sobre as escolhas dos DJs, como foram realizadas?

A escolha sempre foi e é um pouco de tudo, mas também fui escolhendo os DJs que tenho mais proximidade.

As lives aconteciam no Instagram, salvas em seu IG-TV e depois postadas no seu canal do YouTube (Thiago Costa – Café com DJ). Com qual frequência você fazia suas lives?

Agora o Café diminuiu para uma vez por semana novamente, e devo manter assim.
Fazer 2 vezes por semana foi uma estratégia inicial para conseguir chamar um público.
Agora voltamos para somente às segundas-feiras e cria aquela expectativa.
E eu sempre monto um roteiro com perguntas abordando temas específicos da cena Tribal House e também em cima da carreira do DJ entrevistado.

Com o passar das semanas, as lives começaram a ser mais e mais assistidas, surgindo novos temas e novas necessidades. Em que momento você viu a necessidade de entrevistar produtores e outros artistas, além dos DJs?

Desde o início do projeto e já pensava em não focar só nos DJs porque temos pessoas que trabalham com mais de uma função nos Clubs e Festas, então elas acabam tendo um ponto de vista diferente em muitos assuntos e isso só agrega ainda mais na entrevista.

Ao decorrer das lives, qual era sua maior preocupação? Como essa live estava ajudando você durante esse período de pandemia?

Eu sempre tive a preocupação de o publico não achar que eu estava fazendo algo só para ter mais seguidores, e sim que era algo para que o publico ficasse mais perto daquele artista que gosta.
Além disso, eu quis criar uma união mais forte entre nós artistas da mesma cena e passar a mensagem de que não somos concorrentes, e sim parceiros.
O Café me ajudou e está me ajudando durante essa Pandemia. Cada entrevista é um novo desafio e uma nova pesquisa e isso é motivador.

O DJ, produtor e professor de produção musical, não satisfeito, abriu ainda mais suas lives para quem está iniciando na carreira de DJ com o “Café com DJ, SEM ROTEIRO”. Como foi para você se deparar com a realidade desses novos DJs e expectativas deles?

Olha, é sempre interessante conhecer novos DJs.
Eles que seguiram mantendo nossa cena firme e forte. Conseguir ter essa troca com eles no momento da Live é algo mega especial.

Ao abrir seu canal e dar a voz a estes novos DJs você pode conhecer um pouco mais dos profissionais que estão se formando. Como você vê a qualificação dos DJs atuais no mercado? Qual deve ser a maior preocupação deles que desejam entrar no ramo da música eletrônica? Onde eles podem obter essas qualificações a seu ver?

Eu vejo que a maioria dos novos DJs está mais antenada musicalmente falando, mas infelizmente no sentindo da carreira profissional ainda fica um pouco a desejar.
Acho que falta um pouco mais se aprofundar nesse sentindo de que o DJ é como se fosse um produto ou uma empresa e não algo que você pode fazer de qualquer jeito.
E acho essencial procurar uma Escola de DJs qualificada, ou até mesmo um curso de Marketing para entender um pouco mais sobre esse assunto de Carreira Profissional.

Nesse meio tempo o DJ Thiago Costa teve que parar o “Café com DJ” por ter contraído o vírus da Covid-19. Você pode nos contar como foi passar por esses momentos tão impactante em sua vida? Você se imaginou em algum momento passando por isso?

Eu sempre achei que em algum momento eu iria contrair a COVID, mas não esperava que fosse algo tão assustador.
O psicológico fica muito abalado e a sensação de não saber o que vai acontecer no dia seguinte é uma coisa muito ruim, mas isso serviu de alerta para eu cuidar mais da minha saúde e ter muito mais GRATIDÃO por simples coisas da vida.
E sou eternamente grato por cada mensagem ou ligação que recebi quando estava hospitalizado.
Foi essencial saber o quanto sou querido por tantas pessoas.

Qual recado/conselho você deixa para seus fãs e nossos leitores a respeito da COVID-19 e os cuidados?

A frase é: Não relaxem!!!
Continuem tomando todos os cuidados possíveis para não contraírem esse vírus e, principalmente, não infectarem ninguém próximo de vocês.
Eu sei que o momento é delicado para todos nós, mas se não fizermos a nossa parte – cada uma cuidando do seu – ninguém fará por nós.
E o recado para os amigos DJs: Não julguem ninguém. Não estamos na pele de ninguém. Cada um sabe aonde seu calo aperta, então não podemos falar mal do colega que está indo tocar e, muito menos, do colega que está optando por ficar em casa. Não existe o dono da verdade. Apenas cuidem-se!!!

Chegamos ao fim da entrevista e não poderíamos deixar de mencionar uma das últimas entrevistas do Café com DJ: Anne Louise, a primeira entrevistada do programa, trocou de lugar e entrevistou o Thiago.  Imagino que a escolha foi pensada, mas nos conte como foi ser entrevistado e não ser o entrevistador em seu próprio programa?

A galera sempre me perguntava quando eu ia ser o entrevistado, daí aproveitei minha volta para fazer isso e já ficar livre… hehehe…
Mas foi ótimo ser entrevistado. Eu gosto muito de falar sobre carreira e sobre música e já sabia que com a Anne essa troca ia ser ótima. E assim foi!

Você acredita estar alcançando os objetivos que você pensou lá atrás, no início da pandemia?

Na verdade esse projeto foi pensado sem objetivos mesmo.
Apenas era uma ideia e coloquei em pratica.
Tenho um prazer enorme de fazer o Café e não me sinto com obrigação nenhuma em conquistar algo com ele. Se algo positivo acontecer é porque foi de forma natural.

Nos conte alguns fatos que marcaram suas lives até o momento? 

Com certeza 2 momentos marcantes foram com a Cacá Werneck e com o Lapetina falando um pouco da experiência deles de vida com a cantora Paula Bencini.
Eles se emocionaram falando dela e pra mim também foi um momento de emoção porque sei o quanto a Paula era querida e ajudava todos, sem nunca pedir algo em troca.
Quanto aos entrevistados, eu sempre tenho feedbacks positivos a respeito das entrevistas. Isso é muito bom porque sei que estou conseguindo deixar todos à vontade para falar, até os mais tímidos.

GALERA…
Assistam o Café com DJ, toda segunda às 18h no meu Instagram.
OBRIGADO!!!

Agradecemos ao DJ Thiago Costa por compartilhar conosco sobre suas lives “Café com DJ”.

E vamos lá porque as lives apenas começaram, e “pá, pá, pá na cara, e vuco no vuco no vuco…” (Confusão – Thiago Costa & Patrícia Mel)

https://www.djthiagocosta.com

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: